Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo
Início do conteúdo

Dicas do Procon RS para o Dia dos Pais

Publicação:

Um homem jovem de casaco azul aparece brincando com um menino em seu colo, usando roupa verde com listras amarelas.
-
Por Arthur Mezacasa

No dia 13 de agosto será celebrado o Dia dos Pais. A compra de presentes para homenagear familiares é muito comum na data, porém é necessário tomarmos alguns cuidados na hora de escolhermos algum item. Confira as dicas do Procon RS:

Dependendo do produto, a variação de preços pode ser bastante considerável. Recomendamos que o consumidor pesquise o mesmo produto em diversos estabelecimentos para poder fazer a escolha com melhor custo-benefício. Quem se antecede também costuma conseguir “pechinchar”, ou seja, não é boa ideia deixar pra última hora. Para ajudar na comparação de preços, o Procon RS e a Receita Estadual disponibilizam o aplicativo Menor Preço Nota Gaúcha, que pode ser baixado em aparelhos com sistema Android ou iOS neste link.

Itens de vestuário serão os mais procurados neste Dia dos Pais, de acordo com uma pesquisa realizada pelo projeto E-Commerce Brasil em parceria com a empresa de pesquisas Opinion Box. Para evitar que a pessoa presenteada tenha que manter um produto que não serve ou que não a agrada, se informe sobre a política de troca do estabelecimento procurado. Pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC), as lojas não têm obrigação de trocar produtos que não apresentam vícios ou defeitos, mas elas podem oferecer condições de troca próprias.

Em compras virtuais ou por catálogo, porém, o CDC prevê um prazo de sete dias de arrependimento, após o recebimento do produto, em que o fornecedor é obrigado a permitir a troca ou devolução do produto com estorno do valor.

De acordo com a mesma pesquisa, as redes sociais serão muito procuradas para compras, em detrimento de aplicativos ou sites de lojas. Caso você faça uma compra em rede social, guarde screenshots (prints) das negociações de compra, bem como de possíveis recibos ou comprovantes de pagamento e exija a nota fiscal. Estes ajudarão você a fazer uma reclamação nos órgãos de defesa do consumidor caso ocorra alguma irregularidade. Esta dica também é válida para outras situações: guarde sempre recibos, notas fiscais, prints, fotos de produtos ou situações de consumo em que você se sentir lesado.

Fique atento também a possíveis golpes e desconfie caso alguém esteja vendendo algum produto por um valor fora da média do mercado. Caso queira fazer uma reclamação, pesquise aqui se o seu município de residência possui um Procon local. Se não, envie sua demanda para o setor de atendimento do Procon RS (disponível aqui).

PROCON RS